Um Guia Para Alimentação Saudável com Diabetes - PiMed

Matérias

Gostei

Um Guia Para Alimentação Saudável com Diabetes

Manter uma dieta com baixa ingestão de carboidrato é uma das maneiras de baixar os níveis de açúcar no sangue.

A Diabetes é uma doença crônica que atingiu proporções de epidemia. A situação é tão grave que, atualmente, ela afeta mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo (1). Embora seja uma doença preocupante, mantendo um bom controle de açúcar no sangue você pode reduzir muito o risco de complicações (2, 3).

Sabe qual é uma das maneiras de conseguir melhores níveis de açúcar no sangue? Seguir uma dieta low-carb! Neste artigo eu irei falar mais sobre como as dietas de baixo carboidrato ajudam o gerenciamento de diabetes. Não deixe de ler e compartilhar estas informações.

 

O que é Diabetes, e qual é o papel da comida?

Se você tem diabetes, seu corpo não consegue processar carboidratos efetivamente. Normalmente, quando você come carboidratos, eles são divididos em pequenas unidades de glicose, que viram açúcar no sangue.

Quando os níveis de açúcar no sangue sobem, o pâncreas responde produzindo o hormônio insulina, responsável por transportar o açúcar para as células. Em pessoas saudáveis, os níveis de açúcar no sangue permanecem dentro de uma faixa estreita ao longo do dia. Na diabetes, no entanto, este sistema não funciona da maneira que deveria. Este é um grande problema, porque ter níveis muito altos ou muito baixos de açúcar no sangue pode causar danos graves.

Existem vários tipos de diabetes, mas as duas mais comuns são tipo 1 e tipo 2. Ambas podem ser diagnosticadas em qualquer idade. Na diabetes tipo 1, um processo autoimune destrói as células beta produtoras de insulina no pâncreas. Por isso, os diabéticos devem injetar insulina várias vezes ao dia, para garantir que a glicose entre nas células e permaneça a um nível saudável na corrente sanguínea (4).

Na diabetes tipo 2, as células beta produzem insulina suficiente, mas as células do corpo são resistentes à sua ação, fazendo com que o açúcar no sangue permaneça elevado. Para compensar, o pâncreas produz mais insulina, tentando baixar esses níveis de açúcar. Ao longo do tempo, as células beta perdem a sua capacidade de produzir insulina suficiente (5).

Que fique claro, dos três nutrientes (proteínas, carboidratos e gordura), os carboidratos têm o maior impacto no controle de açúcar no sangue. Isto porque o corpo os transforma em glicose.

Portanto, diabéticos podem precisar tomar grandes doses de insulina e / ou medicação para diabetes quando comem muito carboidratos.

 

A dieta Low- Carb pode ajudar a controlar o diabetes?

Muitos estudos mostram que dietas de baixo carboidrato são úteis para o tratamento da diabetes (6, 7, 8, 9, 10, 11).

Na verdade, antes da descoberta da insulina em 1921, as dietas com pouca ingestão de carboidratos foram consideradas padrão de tratamento para pessoas com diabetes (12). Além do mais, as dietas de baixo carboidrato parecem funcionar bem, a longo prazo, desde que os pacientes à sigam corretamente.

 

Qual é a ingestão ideal de carboidratos para diabéticos?

A ingestão de carboidratos ideal para os diabéticos é um tema um tanto controverso, mesmo entre aqueles que apoiam a restrição de carboidratos.

Muitos estudos encontraram melhorias significativas nos níveis de açúcar no sangue, peso e outros marcadores quando carboidratos foram restritos a 20 gramas por dia (7, 8).

O Dr. Richard K. Bernstein, que tem diabetes tipo 1, comeu 30 gramas de carboidratos por dia e documentou níveis controlados de açúcar no sangue em seus pacientes que seguiram o mesmo regime (14). No entanto, outras pesquisas mostram que uma restrição mais moderada de carboidratos, com 70-90 gramas de carboidratos totais, ou 20% de calorias provenientes de carboidratos, também é eficaz (13, 15).

A quantidade ideal de carboidratos também pode variar conforme o indivíduo, uma vez que cada pessoa tem uma resposta única para carboidratos. Para descobrir o seu valor ideal, você pode medir sua glicose no sangue com um medidor antes de uma refeição e medir novamente 1 a 2 horas depois de comer. Isso irá te dar um bom parâmetro.

Tudo depende de sua tolerância pessoal. Basta lembrar que a regra geral é: quanto menos carboidratos você come, menos o seu açúcar no sangue sobe. E, em vez de eliminar todos os carboidratos do seu prato, uma dieta saudável low-carb deve incluir nutrientes, fontes de carboidratos ricos em fibras como vegetais, frutas, nozes e sementes.

 

Alimentos para comer e alimentos para evitar

Para uma alimentação verdadeira e saudável, é melhor você se concentrar em comer alimentos integrais de alta qualidade. Também é importante que você esteja atento aos sinais do seu corpo, como fome e saciedade, independentemente do que for comer.

Alimentos para comer:

Você pode comer os seguintes alimentos low-carb até que se sinta satisfeito.

- Carnes, aves e frutos do mar;

- Ovos;

- Queijo;

- Vegetais sem amido (a maioria dos legumes);

- Abacates;

- Azeitonas;

- Azeite de oliva, óleo de coco, manteiga, nata e creme de leite.

Alimentos para comer com moderação:

Os seguintes alimentos podem ser consumidos em pequenas quantidades nas refeições, dependendo da sua tolerância à carboidratos

- Bagas: 1 xícara ou menos;

- iogurte grego: 1 xícara ou menos;

- Queijo cottage: 1/2 xícara ou menos;

- Nozes e amendoim: 1-2 oz ou 30-60 gramas;

- Sementes de linhaça e sementes de chia: 2 colheres de sopa;

- Chocolate escuro (pelo menos 85% de cacau): 30 gramas ou menos;

- Abóbora: 1 xícara ou menos;

- Licor: 50 gramas;

- Vinho tinto ou branco seco: 120 gramas.

Reduzindo carboidratos, você reduz os níveis de insulina, o que faz com que os rins passem a libertar sódio e água (19). Tente comer caldo de carne, azeitonas ou alguns outros alimentos de baixo carboidrato salgados para compensar o sódio perdido. Não tenha medo de adicionar um pouco de sal para suas refeições. No entanto, se você tem insuficiência cardíaca congestiva, doença renal ou pressão arterial elevada, fale com o seu médico antes de aumentar a quantidade de sódio em sua dieta.

Alimentos a evitar:

Estes alimentos são ricos em carboidratos e podem aumentar significativamente os níveis de açúcar no sangue em diabéticos:

- Pão, massas, cereais, milho e outros grãos;

- Vegetais ricos em amido, como batatas, batata doce, inhame e taro;

- Leguminosas, como ervilhas, lentilhas e feijão;

- Leite;

- Suco, refrigerante, chá adoçado, etc;

- Cerveja;

- Sobremesas, pães, doces, sorvetes, etc.

 

Converse com seu médico antes de mudar sua dieta

Quando os carboidratos são restritos, há muitas vezes uma grande redução do açúcar no sangue. Por esta razão, a insulina e outros medicamentos devem ser reduzidas. Em alguns casos, os medicamentos podem ser completamente eliminados.

Um estudo relatou que 17 de 21 pacientes com diabetes tipo 2 foram capazes de parar ou reduzir a medicação para diabetes quando os carboidratos foram limitados a 20 gramas por dia (7).

Em outro estudo, diabéticos tipo 1 consumiam menos de 90 gramas de carboidratos por dia. Seu controle de glicose no sangue melhorou, e houve menor incidência de baixo nível de açúcar no sangue, porque as dosagens de insulina foram significativamente reduzidas (15).

Se a insulina e outros medicamentos não são ajustados para uma dieta low-carb, há um alto risco para níveis perigosamente baixos de glicose no sangue, também conhecida como hipoglicemia.

Portanto, é importante que as pessoas que tomam insulina ou qualquer outra medicação para diabetes se consultem com seu médico antes de iniciar uma dieta baixa em carboidratos.

 

As dietas low-carb são eficazes contra Diabetes

Em resumo, pesquisas têm comprovado que dietas com baixa ingestão de carboidrato podem ser eficaz para controlar o diabetes tipo 1 e tipo 2. Dietas de baixo carboidrato podem melhorar o controle de açúcar no sangue, reduzir a necessidade de medicação e reduzir o risco de complicações diabéticas. Apenas lembre-se de conversar com seu médico antes de fazer quaisquer mudanças na sua dieta.

Como o assunto é muito importante, não deixe de conferir também a palestra ONLINE e GRATUITA que darei ao lado do Dr. Paulo Bittencourt, onde discutiremos “Diabetes – Diagnóstico, Alimentação, Tratamentos e Causas”. Para se inscrever, basta acessar o link: http://webinar.pimed.com.br/.

Espero por você! Fique com Deus!

Autor(es):
Dr. Juliano Pimentel


 

ÚltimasMatérias